HABEMUS MÉDICO DE FAMÍLIA

Sim, meus amigos. É possível ter um médico de família. Tivemos de esperar 10 meses mas finalmente e felizmente nosso nome chegou no topo da lista de espera e agora temos alguém que teoricamente cuidará do nosso prontuário médico.

Eu já comentei aqui que nosso maior medo sempre foi em relação ao sistema de saúde. Já ouvimos relatos amedrontadores e as sugestões eram de que boa parte desses problemas seriam resolvidos caso a gente conseguisse um médico de família. E como quem tem
criança em casa não pode pagar pra ver, uma das primeiras medidas que tomei quando chegamos aqui foi inscrever-nos na lista de espera. Aconselho. Para isso é preciso saber qual o CSSS da região onde você mora. Uma pesquisa rápida no Santé Montréal te ajuda nisso. O CSSS é o organismo que está no topo de todo sistema de saúde e que reagrupa
hospitais, clínicas, laboratórios, etc. Cada CSSS é responsável pelo controle do sistema de uma região. Dessa forma cada cidadão terá seu atendimento feito dentro dessa área. Se você muda de bairro enquanto está na fila e passa pra outro CSSS, azar. Eles migram sua inscrição pro CSSS respectivo e você volta pro final da fila. Isso aconteceu com a gente.

Não sei se existem listas de prioridade para famílias com crianças ou qualquer outro tipo de privilégio. Mas achei bem curto o tempo de espera. Um belo dia me ligam et voilà… Dias depois recebo em casa os detalhes da consulta para todos os membros da família. Local, data e hora. Menos de uma semana de espera. Gostei. Uma clínica que faz parte do Groupe de Médicine de Famille (GMF) situada dentro de um hospital que é referência na cidade e há menos de 10 minutos de casa. Tudo indica que estaremos em boas mãos. Assim espero.

As consultas foram básicas, para preenchimento do prontuário e histórico. Profissionais atenciosos mas sem aquele extra que estamos mal acostumados. Ou seja, guia de exames só para aquilo que realmente representa uma necessidade ou interesse médico e… au revoir! A instrução de base é: se nada de mau acontecer te vejo só no ano que vem. Achei prático, mas frio. É assim que é.

No geral fiquei satisfeito. Veremos como funcionará na prática mas sempre esperando não precisar de nada.

Anúncios
Esse post foi publicado em dicas, histórico, nouveux arrivants, santé, utilidades. Bookmark o link permanente.

2 respostas para HABEMUS MÉDICO DE FAMÍLIA

  1. Olá Thiago, descobri seu blog e estou adorando as dicas! Estamos prestes a nos mudar praí tbém, chegaremos no final de abril próximo. Gostei da dica do studio meublé e gostaria de saber qual foi o apartamento que vcs alugaram, vc disse que ele é super bem localizado, né? Gostaria de saber porque entrei em contato com eles e me disseram que estariam disponíveis para 4 pessoas apenas 4 unidades. Achei os preços desses disponíveis um pouco alto. Outros apartamentos me interessaram, mas não sei se aceitam 2 crianças pequenas. Não sei se não estão disponíveis ou se não aceitam crianças, entende? Obrigada pela ajuda. Vou continuar a desfrutar de todas suas dicas preciosas!

    Abraço,

    Adriana.

  2. Ai, Thiago, que alívio saber que a espera de vocês só durou 10 meses (não que 10 meses seja pouco para esperar por um médico de família, mas dado o contexto…) Nós nos inscrevemos assim que nos mudamos para o nosso apê e a moça disse ao Rafael que deveríamos esperar no mínimo um ano… Eu fiquei pensando que se ela deu 1 ano é porque esperaríamos 2, mas se o de vocês saiu em 10 meses, quem sabe o nosso saia também? Vamos ver… Na época que vocês se inscreveram havia alguma previsão?

    Abraço,
    Lidia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s