NOSSOS CACHORROS: MISSÃO (IM)POSSÍVEL?

Até dói falar desse assunto mas vamos lá.

Temos 4 amigos com rabos e focinhos prontos para aportar no QC. Não latem uma palavra sequer em francês/inglês mas se acham no direito. São duas meninas de porte médio e dois rapazes menores. Nosso sonho de imigração sempre contou com eles, claro. Mas (tem sempre um mas) o tempo vai passando, tudo vai ficando cada vez mais real e o sonho acaba virando pesadelo.

Fato: sair do BR com 4 cães não é nada fácil. Ponto. Isso sem mencionar todo stress que envolve essa mudança, ainda mais com um bebê à tira-colo. E sem contabilizar também o custo que esse transporte envolve, que não é pouco.

Bonjour, mes amis!

Essa aventura seria possível se, com muita sorte (milagre?), a gente já chegasse em Montréal com uma casa alugada, tudo bonitinho, com permissão pra 4 cachorros, espaço, vizinhos OK, etc. Veja bem, um apê já não serviria, o que reduz bem o nosso campo de opções. E esse lugar precisaria estar de acordo com as nossas outras necessidades, ter bom preço, localização, etc. Qual a chance disso acontecer?

Sabemos que os melhores imóveis a gente só encontra lá, olhando e esmiuçando cada anúncio, cada placa na fachada. A gente também sabe das restrições aos pets ao alugar um imóvel. Pois, se já é difícil permitirem 1 cachorro, que dirá para 4? Mas, digamos que a gente resolve que “vai na raça” e deixa pra resolver os problemas lá, confiantes que tudo vai dar certo. Tudo por amor aos nossos filhos de quatro patas.

Só que aí a gente pára e começa a analisar essa situação toda na vida dos bichinhos. Hoje, já temos sérias dificuldades em dar a atenção que 4 cães como eles merecem. Sair pra passear e brincar com eles se tornou algo muito raro desde a gravidez da Lizie. Ou seja, levá-los conosco seria manter esse padrão, infelizmente. Assim chegamos à inevitável pergunta: isso é justo? Será que fazê-los enfrentar horas de vôo e tantos outros “traumas” que essa nossa decisão implica não é muito egoísmo da nossa parte?

Essas dúvidas rondaram nosso pensamento nos últimos meses. E tomamos a decisão que nos pareceu mais honesta para homens e cães: iremos encontrar novos pais para eles. Será fácil? Nem um pouco. Não consigo me imaginar longe deles. Quem já teve um bichinho sabe o quão difícil é esse momento.

E daí que agora estamos atrás de potenciais adotadores. Se algum leitor tiver uma ideia, uma luz, por favor entre em contato. É mais uma missão (im)possível na qual vamos trabalhar.

Anúncios
Esse post foi publicado em cães, cotidiano, histórico. Bookmark o link permanente.

15 respostas para NOSSOS CACHORROS: MISSÃO (IM)POSSÍVEL?

  1. Marilia disse:

    Eu fiz isto em deixar 2 cachorros em tempos diferentes para tras na mudanca pro Canada e se arrependimento matasse, eu estaria mortinha. Eles sofreram muito tbem. Um se adaptou facil na casa de meu tio, mas depois nunca mais quis me olhar. Senti no olhar dela um sentimento de falar comigo:” Vc me abandonou,ne?” E o outro nunca se adaptou a familia nova que fez de tudo para recebe-lo. Ate ficar num sitio (SPA) para cachorros, mas me contaram que ele chorava qdo via pessoas que lembrassem a ex familia dele.. Doeu muito….e doi ate hj. Nao recomendo.
    Mas nao condeno a opcao de voces…fiz igual. So o tempo para curar.

  2. Pingback: NOSSOS CACHORROS: MISSÃO (IM)POSSÍVEL CONCLUÍDA | Penso, Logo Imigro

  3. Mamãe ZO disse:

    Olá família, não se precipitem, sempre há uma esperança pra quem não quer separar-se de um ente querido, tenho certeza de que encontrarão uma solução e se sentirão recompensados por terem levado seus amigos mais fiéis com vocês. Nós também temos um querido na família que foi adotado há dois anos, apesar do que dizem as pessoas, nunca consideramos deixá-lo para trás. Façam por onde que Deus abrirá os caminhos pra vocês e, tenho certeza, as pessoas certas vão aparecer e ajudar.
    Bon courage!
    Mamãe ZO

  4. Liana disse:

    Infelizmente não tenho como ajudar, mas NUNCA, NUNQUINHA na vida deixaria meus dogs !! Iria APENAS quando conseguisse leva-los juntos. Tenha fé, você vai encontrar uma casa com um preço legal, agora o pessoal vai te dar uma mão do lado de lá!!

  5. Tania disse:

    Olá, olha eu tenho o contato de uma agente imobiliária, brasileira, em Mtl, que pode ajudar vcs. a alugar algum lugar, uma casa ou towhouse…Mas, eu não deixaria os meus pequenos, não sei, é muito pessoal… Temos 2 schnauzer de 8 e 6 anos, meus bebes, nós pedimos para a agente procurar apt pra gente q aceitasse cachorros e ela achou varias opções…
    Abçss

  6. Patinha disse:

    Vou entrar em contato com vc pelo Face agora mesmo,quem sabe ajudo de algum jeito com nossa experiência? Tínhamos 3 cães de grande porte antes de virmos.Foi complicadíssimo mas no fim tudo deu certo. Bj.

  7. Caramba! Eu que pensei que tinha coisas complicadas para resolver….socorro!
    Boa sorte!

  8. Concordo que a chegada com os 4 não seria nada fácil… Mas quem sabe alguém fica com eles até vcs se estabilizarem no Québec?
    Não precisa ser uma separação definitiva…

  9. Brazucoise disse:

    Pensem com Carinho, Logo Fiquem com eles!!!
    Essas separações apertam meu coração, gente! Queria tanto ajudá-los…
    Espero que resolva da melhor maneira!
    Abraços!
    P.S. Assustei com o cãozinho da imagem! Praticamente o Jack Nicholson…

  10. Hervé JAN disse:

    Ola,
    estamos indo na proxima quarta 07/03 para Toronto (pro causa do nosso cocker) rumo (de carro) para a cidade de Québec.

    Que é dificil achar um lugar é, mas não impossivel. Se quiserem, posso tentar ajudar caso vocês resolverem não se separar dos seus 4 “filhos”.

    Existe a possibilidade de “despachar” os animais via cargo, depois que vocês encontrarem um lugar adequado em Montreal. Sempre é possivel encontrar uma solução mesmo que seja muito dificil. Posso passar o contato da Universal Pet que cuidaria do transporte/exames/… e existem varios sites canadenses/québecois dedicados a viver/se deslocar com animais.

    Temos o nosso cocker, mas também um filho de 6 meses e outro de 3,5 anos.
    A nossa chegada ja esta toda planejada, vai ser uma aventura e tanto, entre o aluguel de uma van de toronto até québec, a viagem na estrada com -10 graus, uma noite em hotel em montreal que aceita cachorros, e o aluguel de appart hotel que aceita cachorros.

    Talvez não precisam passar pela dor de se separar dos seus 4 “filhos”. Eu não conseguiria “nem a pau” deixar o meu sampa para tras, e ja estamos preparados para gastar a mais para poder ficar com ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s