MEU GUIA SOBRE A FRANCISATION

Como eu disse aqui, é hora de aprofundar os conhecimentos sobre os temas que considero importantes pra nossa chegada segura no QC e ter uma integração menos dolorosa. Por isso, estou passando a régua nesses assuntos e vou compartilhar com os leitores aquilo que vejo de mais interessante/importante, e deixar a minha opinião e até o que pretendemos fazer em cada caso.

Os cursos da Francisation presencial, ou seja, os que o Governo oferece aos imigrantes recém-chegados, é meu ponto de partida. Isso porque considero importante saber quando/como/onde eles ocorrem, até pra tentar casar isso com a nossa chegada, e assim começarmos a estudar o mais rápido possível.

As informações oficiais estão todas aqui e tem mais umas coisinhas legais nos nossos Links Úteis.

Oui, un petit peu

No meu mundo perfeito, o cours intensif à temps complet, aquele o qual o Governo oferece uma singela aide financière, estaria me esperando com uma vaguinha bonita e garantida assim que eu botasse os pés no primeiro verglas (sem escorregar). Mas a realidade é bem diferente. Você só pode se candidatar a uma vaga após a chegada no QC e não há garantias de que você será aceito de cara. É preciso obedecer a certos critérios de seleção, inclusive depender de vagas disponíveis naquele período. E o MICC é quem decide onde você irá estudar. O que significa que você pode começar as aulas, na melhor das hipóteses, somente 65 dias depois de sua inscrição. Definitivamente não é uma opção pra gente. Mas decidimos que vamos fazer a demande e esperar pra ver no que vai dar.

Isto posto, fomos atrás do cours à temps partiel, também oferecido gratuitamente mas onde não há aide financière  😦  Nele é possível estudar de 4 a 12 horas semanais. A inscrição também só pode ser feita presencialmente  😦  E as novas turmas iniciam a cada 2 ou 3 meses, dependendo da instituição. No caso de Montréal existem diversos partenaires do MICC que oferecem esses cursos, em sua maioria centros comunitários e de auxílio a imigrantes, ou grupos e associações de apoio às minorias. Entrei em contato com alguns (que estão localizados nos nossos quartiers preferidos) e parecem OK. Foram atenciosos, solícitos e tiraram algumas dúvidas. Enfim, não tem jeitinho: você só faz o teste de nível ao chegar no QC e começa na próxima session disponível.

O mesmo ocorre com os Centres indicados pela Comission Scolaire de Montréal. Já ouvi muita gente falar bem desses cursos, inclusive abrindo mão do “curso pago” pra ficar nele mesmo. Vale lembrar que em qualquer uma dessas opções é o MICC quem administra, prepara e envia os professores. Ou seja, teoricamente o diferencial é a estrutura de cada estabelecimento. Muita gente também já falou de uma taxa de C$50 pelo semestre nos cursos da Comission Scolaire mas em contato com alguns deles me garantiram que o curso é gratuito. Esse segredinho ainda não desvendei.

Então, ficamos assim: vamos tentar ao máximo condicionar nossa chegada com o início de uma nova session. Temos uma meia-dúzia de escolas na nossa lista de favoritos e dependendo da localização delas em relação ao nosso logement é onde vamos nos inscrever. Se tivermos que esperar 1 ou 2 meses, paciência. Teremos muita coisa pra fazer nesse tempo. E se pintar uma vaga no “curso pago” e valer a pena, nós mudamos. Pagar um curso particular não está nos planos mas… quem sabe?

É sempre bom lembrar que quem tiver mais informações, dicas, conselhos, mandingas e patuás para complementar esse “meu guia” e que possa de alguma forma ajudar a quem passar por aqui pesquisando sobre esse tema, pode (e deve) entrar em contato pelos comentários, svp. E vamos em frente!

Anúncios
Esse post foi publicado em éducation, dicas, français-québecois, francisation, meu guia, utilidades. Bookmark o link permanente.

2 respostas para MEU GUIA SOBRE A FRANCISATION

  1. Tb estou começando a ver sobre os cursos de francisation e acho que para mim a melhor opção será os cursos da Comission Scolaire, já que não quero ficar esperando muito tempo pra começar e quero começar a trabalhar logo, se alguém me contratar, é claro!!!

    Bonne chance à nous!
    Camila

    • thiagoocampo disse:

      Camila, vejo q mta gente opta pela Comission Scolaire pelo mesmo motivo. E o feedback é mto bom. Vamos seguir nessa maré tbm. Nosso foco é estudar mta o mais rápido possível pra poder trabalhar tbm o qto antes.
      abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s