FRANCISAÇÃO: É PRECISO FAZER MAIS PELO IMIGRANTE

Nesta quarta-feira, M. Conrad Ouellon, presidente do Conseil Supérieur de la Langue Française (CSLF) meteu a boca no trombone. Acusou o Governo Charest de não tomar as medidas necessárias para melhor acolher e integrar seus imigrantes, no que diz respeito principalmente, à francisation. Segundo ele, esse déficit impede a entrada do imigrante no mercado de trabalho. E completou dizendo que toda sociedade québecoise deve por o dedo na ferida e discutir melhor a questão das necessidades dos imigrantes. A ideia é aumentar a oferta de cursos de francês nas pequenas e médias empresas. E pediu também que esses serviços sejam tratados de forma mais coordenada, sem burocratizar a vida dos nouveaux-arrivants.

Em Maio passado, o QC disse que pretendia reduzir para 50 mil imigrantes/ano em seu programa para o triênio 2012-2015. Segundo M. Ouellon, se o QC se compromete com este número, deve também ter capacidade de oferecer essa integração por meio da francisação à todos. Meses atrás, o Ministério da Imigração já havia sido notificado por não apresentar indicadores claros sobre a capacidade de acolher e integrar ao trabalhos os imigrantes.

Para quem gosta de números, em 2007 o Governo Charest aumentou em 20% a oferta de vagas para imigração para suprir a falta de mão-de-obra na época. Pelo que consta, sem antes avaliar se podia suportar essa demanda. Em 2001, o QC recebeu 35.500 imigrantes. Em 2010, o número subiu para 54 mil.

É bom ver que alguns organismos se manifestam em defesa dos direitos dos imigrantes. E acho também que os imigrantes devem unir forças para defenderem seus direitos. As críticas feitas pelo cidadão devem ter fundamento, pois pelo que sei, não é coisa fácil conseguir vaga na francisação presencial do Governo em tempo integral, ainda mais aquela subsidiada. Vamos torcer para que os
apelos sejam ouvidos!

Mais informações aqui e aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em éducation, français-québecois, francisation, info, política. Bookmark o link permanente.

3 respostas para FRANCISAÇÃO: É PRECISO FAZER MAIS PELO IMIGRANTE

  1. Tanganelli disse:

    Olá Thiago! Acabei de pegar o CSQ e também criei um blogo, hoje na verdade, não tem nada ainda, mas com ele quero organizar meu projeto. Pretendo embarcar em 2013. Primeiro parabéns pelo seu blog. Você nem imagina o quanto eu utilizei ele nos últimos dias antes da entrevista. Só cai no seu blog recentemente. Queria uma ajuda tua. Você sabe se os antecedentes criminais podem ser retirados pela internet ? Dá pra tirar pelo poupatempo? Leio coisas conflitantes. O da SSP já não é o antecedente tanto da Civil quanto da PM ? Grande abraço e mais uma vez parabéns pelo blog …

  2. Les Lapins disse:

    Pois é, de um lado um ministério louco para atingir sua meta e angariar o méaximo de imigrante possível. Do outro, outros ministérios que nao estao nem ai com os imigrantes. Quem perde? Toda a sociedade. Nao apenas com o dinheiro que vai para o ralo, mal aplicado, mas principalmente com os problemas sociais que podem ter início na má integraçao (integraçao no caso deveria escrever com “s”, para eu poder escrever “integra$ao”,rsrs.
    sobre o HSBC, na época que abrimos a conta foi na agência Barra Funda, com uma gerente chamada Jacqueline. Ela era super interessada e era uma cabeça pensante, o que nao sabia ia atrás nos departamentos corretos e nao era qq resposta que convencia nao, ela era desembaraçada. Mas aiu de la, nao sei se foi promovida ou o quê. No seu lugar estéa o Marcos Ruiz, nos atende super bem, mas nunca tivemos necessidade de “testar” o conhecimento dele.
    Mas claro que ele sabe que tem cliente que tem conta no BR e no Canada, enfim, no mínimo nao é alguém que vai achar que vc está falando grego. Melhor tentar marcar horéario com ele, pois gerentes vivem em curso…
    Boa sorte
    Erika
    PS: A agência 001 de Montréal é um lixo, nossa conta daqui ERA lá. Já a de Laval é otima.
    Ouvi falar que a de Montréal perto do forum Pepsi (ste. Catherine eu acho) é boa tb.

    • thiagoocampo disse:

      Obrigado pelas dicas, Erika! Eu fico mto deprimido qdo vejo algo como esse caso dos Ministérios q não se comunicam, dinheiro mal aplicado, falta de compromisso com a imigração… isso me lembra um outro paisinho sulamericano… Tem horas q dá vontade de desistir. Mas seguimos acreditando q a parte boa sobrepõe essas situações!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s