FAQ do PLI – PARTE 2

Sem enrolação vamos direto para a continuação da saga de perguntas e respostas elementares do bom imigrante. Preparados?

1. Como devo tratar meu perfil profissional? Como melhor me colocar no mercado de trabalho?
Há inúmeras variantes neste tema principalmente pelo aspecto particular de cada caso. Mas acho que podemos destacar algumas coisas que vão servir universalmente. Por exemplo, não seja o “cara que dá um jeitinho”, seja o especialista. É importante também não confundir o “jeitinho” com criatividade, que obviamente é bem vista. Portanto, prepare seu CV mostrando eficiência e experiência, seus projetos realizados, etc. Seja objetivo. Encher linguiça é dar tiro no pé! Não é hora para “veja bens”, entendeu? Diversas ONGs e organismos de ajuda estão à sua disposição para ajudar na sua colocação profissional, procure por eles!

2. Onde devo me instalar? Qual é a melhor cidade/bairro?
É complicado descobrir qual o melhor lugar pra morar num país que você mal conhece. Estatísticas podem ajudar mas às vezes não refletem a realidade. Tem gente que escolhe tal lugar porque “é tão lindo”, vejam só… A melhor equação aí é emprego – custo de vida = sucesso. Ou seja, um lugar onde você saiba que tem vagas na sua área e onde o custo de vida te permita ter o mínimo necessário pra começar. Junte aí uma análise rigorosa daqueles pontos particulares que você considera relevantes pro seu projeto ser um sucesso et voilà… reze para estar certo! A margem de erro pode ser grande mesmo assim. É sorte, trabalho e persistência. Mas daí chega 1er juillet e você pode bater em retirada se for o caso.

3. Quando eu devo começar a me preocupar com as questões práticas da imigração?
Ontem. OK, sem colocar a carroça na frente dos bois, tudo ao seu devido tempo. Mas quando toma-se a decisão, tudo é para ontem. Quero dizer, tudo é muito importante. A maioria das pessoas fica reclamando da demora no processo Federal e perde um tempo precioso para “preparar o terreno”. Use e abuse da Francisation, do SIEL e de todos os outros meios de adiantar sua vida: garantir uma habitação para os primeiros meses, fazer os primeiros contatos profissionais, providenciar démande d’admission para escola dos filhos e garderie, questões relativas a bancos, etc. Essas e outras coisas importantes podem devem começar a ser feitas assim que o CSQ estiver garantido, sem falar em tudo aquilo que você vai ter que se desfazer antes da partida. Há muito trabalho pela frente, melhor começar logo!

4. Será que eu vou aguentar a saudades da minha mãe?
Ai, meu Deus! Brincadeiras à parte, se fizer uma enquete, o item “saudades” deve ganhar disparado como o maior problema/desafio daqueles que já imigraram. Bom, faça sua auto-análise e se o resultado der “não vivo sem minha mãe”, desista agora. Ficar longe das pessoas que amamos refletem níveis variados de dor, arrependimento, depressão, etc. Eu mesmo vou me colocar à prova. Talvez o segredo seja focar nos seus objetivos: pensar no futuro da sua própria família e nas suas realizações pessoais. E sei quem nem por todo amor desse mundo minha mãe iria “passar esse frio” comigo.

5. O que vai mudar na minha vida depois disso tudo? Eu preciso “ser” canadense?
A gente não precisa fazer nada que a gente não quer. Mudanças serão inúmeras, e creio que após muitos anos ainda ocorrerão. É um processo lento porém intenso. Vai de como você encara essas mudanças, vai do quanto você está disposto a mudar. Ou encarar isso tudo como uma adaptação necessária ao meio. Na Roma como os romanos, meu amigo! Pense em como você é visto na nova sociedade. Acho bonito o cara que é visto como “o imigrante que deu certo”, mas rótulos são perigosos. A individualidade fala mais alto mas é fundamental também que a comunidade brasileira seja bem vista. É um efeito dominó que vale a pena garantir. Resumindo: você nunca será um deles por mais que sua camuflagem seja da boa. Então seja você!

Sempre que surgirem essas dúvidas a gente posta aqui, filosofa e discute o tema, fechado?

Anúncios
Esse post foi publicado em balanço, dicas, faq, pensamentos. Bookmark o link permanente.

9 respostas para FAQ do PLI – PARTE 2

  1. Adorei sua FAQ!
    Parabéns!
    Abs,
    Neila

  2. Daniel Cunha disse:

    Fala Thiago.

    Legal a sequencia de postagem. Durante o processo pensamos e repensamos nesses pontos várias vezes, mas nunca é de mais. Eu particularmente gasto fosfato com questões simples como vou só até acertar as coisas e arrumar um emprego e depois levo a turma ou vamos todo mundo junto? Ambos tem vantagens e desvantagens e talvez nem seja a hora de pensar sobre isso. Mas penso.

    Grande abraço.
    dOsCunha

    Ahh, sobre a questãoTI sai o continua na lista de imigração, também acho que não vai mudar. Sempre que converso com o pessoal que já está no Canadá a resposta é que alguns nem entendem o porque de TI ter saído do Federal dada a demanda de oportunidades pra esse segmento. É mais ansiedade mesmo.

  3. Patinha disse:

    Momento de perguntas..logo ternao as respostas,mas enquanto isso..rsrs..
    A saudade é um ponto perigoso na minha opinião;já vimos casais não se adaptarem bem aquí por isso,mas ouso apontar umas falhas no comportamento deles: Não realizaram o fato de que os amigos aquí tem um peso beeem maior que aí.
    Hoje temos saudades dos amigos,estamos tão longe…que saudades de nossa vida social,nossos jantares,saídas… como vemos nada é tão simples,imigramos e imigramos de novo,hehehe…

    Parabéns pela filhota,muita saúde e muita paz pra vcs!
    Obrigada pela visita no blog 😀

    Patinha.

    • thiagoocampo disse:

      Nasceu sim, Fabião! É linda minha pequena… tá dando aquele trabalho gostoso q eu já esperava… mto bom sentir isso, vc sabe bem como é! Curtindo demais!
      Abração

  4. Julia disse:

    Oi Thiago,

    Não conhecia o SIEL e depois que li aqui, fiz uma pesquisa no google e encontrei alguns blogs falando sobre ele. Ainda não entendi muito bem como funciona, mas não consigo encontrar uma página oficial do MICC sobre ele. Você tem algum link?

    Merci!!

    Julia.
    http://voilapourquoi.wordpress.com/

  5. Pessoal, sugestão: Publiquem esse FAQ como um item no menu do blog! Os conselhos nele são muito importantes e não podem ser esquecidos a medida que surgirem novos posts.
    Abraços!

  6. Ju e Flá disse:

    Olá Thiago,
    Excelente seu FAQ.interessante como voçê abordou as questoes de uma forma direta e realista. Acho realmente muito importante estarmos cientes dos desafios de imigrar. ´

    Abraço

    Julian

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s