Coisas que me fazem querer partir hoje…

Salut!

O post de hoje fala sobre situações que me fazem querer ir pro Quebec hoje se pudesse…

Aliás, uma situação em especial que me incomoda profundamente, aquela que pega meu fígado e belisca meus nervos…

 ‘ Utilizar transporte coletivo em São Paulo ‘

Tem gente que diz: “para conhecer uma pessoa, dê poder a ela”… Eu digo: “Para conhecer uma pessoa, pegue o transporte público com ela!”

Vamos começar pelo metrô: É uma falta de respeito total, que começa por “cima” com a infraestrutura precária proporcionada pelos digníssimos governantes (apenas 70 km de linhas de metrô para 11 milhões, 253 mil e vários habitantes) e para completar, as pessoas não ajudam, não tem educação, não entenderam aquela velha máxima: “o seu direito começa onde termina o do outro” e etc.

É um tal de empurra-empurra (estouro da boiada mesmo!), “eu vou entrar e você que se dane”, vou ouvir música no viva voz do celular sim, “fica aí na fila, seu trouxa, porque eu furo mesmo”… e por aí vai. Isso sem mencionar o porcão que solta pum no metrô, que sai de casa com um bafo insuportável de camelo no deserto, aquele que passa longe do chuveiro… urgh! :-S

Agora que estou grávida, comecei a perceber outra coisa: Os lugares reservados. Os engraçadinhos que nada tem a ver com idosos, gestantes, pessoas com crianças de colo, portadores de deficiência – pausa: outra coisa que não tem nada a ver! Portadores de deficiência? Isso temos todos nós, deficiência de educação e respeito. Digam que a pessoa tem dificuldade de locomoção, necessidades especiais, sei lá! -  Enfim, esse pessoal que não tem direito ao banco reservado, se acomoda nele e não há “Cristo” que os tire de lá!

Simancol devia ser incluído no rol de remédios obrigatórios!

No ônibus, a situação é bem parecida, mas com alguns agravantes: o motorista, geralmente mal treinado, mal remunerado e mal educado, passa direto no ponto que teria que parar, faz questão de dar aquelas brecadas sutis para “ajeitar” a carga, não tem um mínimo de boa vontade para ajudar os idosos a embarcarem e ainda nos fazem sentir como se estivéssemos na corrida maluca! Junte uma boa porção de trânsito infernal, um veículo velho e extremamente sacolejante e barulhento…

Isso acontece em todos os lugares da cidade, não só no centro, nem na periferia… é geral.

Ok, eu sei que pessoas mal educadas existem em todos os lugares, inclusive no Quebec, mas por tudo que já li, pelo que as pessoas falam, é bem diferente. O grau é diferente.

Tenho uma ideia: Assim como o rodízio municipal de veículos, que obriga os motoristas a deixarem o carro em casa uma vez por semana, devia existir o rodízio de gentileza… Funcionaria assim: Ao contrário dos carros, pelo menos uma vez por semana as pessoas saem de casa com a gentileza ao invés de deixá-la em casa, como de costume. E a usam! Imagine se todos os 11 milhões e trálálá de habitantes fossem gentis pelo menos uma vez na semana… Que tal?

Bom, vamos respirar fundo e começar pelo exemplo, né?! Na pior das hipóteses já posso influenciar o marido, o filho mais velho e a bebê que está para chegar!

E “vamo que vamo”!

;)

About these ads
Esse post foi publicado em pensamentos. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Coisas que me fazem querer partir hoje…

  1. Raquel Lima disse:

    Olá…

    Estou vizitando seu blog pela primeira vez e não pude deixar de comentar…. passamos a MESMA coisa aqui no Rio… cada vez vai ficando pior… Tb estou morrendo de vontade de ir logo para o Québec…

    Abçs
    Raquel

  2. Adriana disse:

    Oi Liz,

    Lembro direitinho do onibus atravessando a Lapa pra ir pro metro na Barra funda, afff.
    Se serve de consolo, quando eu cheguei aqui em Montreal com meu bebê de um ano e meio, andava de carrinho de bêbe pra cima e pra baixo, inclusive dentro do ônibus e pasme, eu fiquei maravilhada que tem lugar separado pra isso dentro do onibus. Achei um luxo!kkk O ruim era descer escada no metro carregando o carrinho, mas sempre SEMPRE aparece um cidadão que me ajudava sem a gente pedir. Bj.

  3. estamos no mesmo onibus? Ops mesmo barco!Qual a diferença? Ontem escrevi um texto nosbre isso no meu Au revoir Brésil http://oultimoquesairfecheaporta.blogspot.com/2011/05/transporte-publico-em-sao-paulo.html

    • lizmassaini disse:

      Olá fabio!
      Eu li e fiquei muito “p” da vida… Isso não é coisa que se faça!
      Infelizmente é assim… cada um dá o que tem de melhor, né?! Imagine só!

  4. Olá Lizie , quando lemos o post nos identificamos com ele, e por isso gostaria de escrever aqui.
    Talvez eu e a Rosi tínhamos em mente coisas mais gerais quando tomamos a decisão pelo Québec, mas agora percebemos que são por essas pequenas coisas que realmente queremos sair do país.

    mas acho q logo nossa vez irá chegar , afinal a fila do federal parece ter começado a andar !!

    abraço

    Mauricio S.

    • lizmassaini disse:

      Oi Maurício!!
      Que bom que o federal começou a andar.. ainda estamos na torcida pela tão esperada cartinha…
      abç

  5. Olá!

    Nossa, 11 milhões de pessoas não é brincadeira! Eu não conseguiria viver num lugar com tamanha densidade populacional de jeito nenhum! Hehehe…

    Mas Brasília é uma cidade beeeeeeem menor e aqui também vivemos o CAOS do transporte público. Na verdade, por aqui essa modalidade de transporte é praticamente inexistente. Poucos ônibus e ruins, metrô que só passa num único pedacinho da cidade, nenhuma logística, passagens caríssimas, em resumo: um inferno! Daí quem pode compra um carro e a cidade fica pior ainda, pois temos engarrafamentos chatíssimos e nenhum lugar pra estacionar! Afe!

    Ô vontade de ir embora pro Québec hoje também!

    Beijos,
    Lídia.

    • lizmassaini disse:

      É Lídia!
      O negócio tá tão complicado que não vejo nenhuma perspectiva aqui…
      Pelo menos, temos a oportunidade de tentar alguma coisa melhor e diferente!
      E lá vamos nós!!
      beijos

  6. Pat disse:

    Olha, é realmente difícil utilizar transporte público em SP… ninguém merece…
    O que me deixa mais p*** da vida, é vc querendo sair, e as pessoas não deixarem, pq elas querem ENTRAR! Isso tbm acontece muuuuuuuuuito em elevador de shopping aqui… aff…rs

    Dias atrás fiz um “post desabafo”, pra daqui uns anos lembrar o pq eu quero ir embora daqui rsrs

    Bjos
    Pat

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s